Precisa de uma solução para gerenciar sua logística?


sistema de transporte (tms) é e-cargo

Chip controla temperatura da carga remotamente

 
Chip controla temperatura de carga remotamente
Por Jacílio Saraiva/ De São Paulo 


transporte, tecnologia, milhões, temperatura, chips, André, carga, remotamente, empresa, desenvolvidos, mantê, durante, remédios, custo, biotecnologia, produtos, obriga, distribuidora, Saraiva, Jacílio, controla, Paulo, investimento, utiliza, medicamentos, nChip, controlam

André Kina, da 4BIO: investimento de R$ 200 milhões em tecnologia
 
 
A distribuidora de medicamentos 4BIO utiliza chips que controlam, remotamente, a temperatura de produtos
 
durante o transporte. Os remédios, de alto custo, são desenvolvidos por biotecnologia, o que obriga a empresa a
 
mantê­los entre dois e oito graus de temperatura. "Investimos R$ 200 milhões na tecnologia", diz André Kina,
 
presidente da companhia paulista, com filiais em Campinas (SP) e Palmas (TO).
 
Segundo o executivo, depois de adotar o recurso, conquistou cerca de dez novos clientes, ao ampliar a capacidade
 
de atendimento. O transporte com chips representa R$ 2 milhões ou cerca de 2% do total do faturamento anual do
 
grupo. É para empresas como a 4BIO, com novas necessidades de segurança em operações logísticas, que
 
fornecedores de tecnologia criam soluções para proteger mercadorias, frotas e equipes.
 
A Trust, integradora brasileira especializada em TI, oferece um software de gestão que usa etiquetas e sensores de
 
identificação por radiofrequência (RFID, na sigla em inglês) para monitorar ativos de frotas, como pneus e caixas
 
de câmbio. O público alvo são companhias com grande volume de veículos e operadores logísticos.
 
"O sistema é atualizado com as datas de manutenção e traz informações sobre as condições físicas dos objetos
 
monitorados", explica Gustavo Nogueira, diretor de inovação. "O rastreamento dos equipamentos também pode
 
ser feito a cada entrada do veículo na empresa, com a ajuda de antenas fixas."
 
Nogueira diz que a tecnologia reduz custos nas operações de transporte e de inventário. No caso dos pneus, os
 
recursos de identificação apontam a necessidade de rodízio e calibragem, o que pode aumentar a vida útil das
 
peças em 15%. Até o final do ano, a meta é instalar a novidade em cinco novos clientes. Custa a partir de R$ 50 mil
 
e pode ser usada também em dispositivos móveis, como tablets e smartphones.
 
Na Crown, multinacional da área de movimentação de materiais que atende Walmart e Grupo Pão de Açúcar,
 
uma das novidades é uma ferramenta para a seleção e coleta de pedidos em galpões, lançada no Brasil este ano.
 
"Com um controle remoto sem fio integrado a uma luva, os operadores podem mover a 'transpaleteira'
 
(equipamento que movimenta paletes) até o local onde está o produto, sem ter de subir, repetidamente, a
 
plataforma da máquina", explica o gerente de administração Rafael Arroyo. "Com isso, os funcionários mantêm as
 
mãos livres para trabalhar." O sistema ainda inclui sensores que impedem as colisões das empilhadeiras nas
 
"Estudos mostram que, em média, funcionários de centros de distribuição andam 25 quilômetros ao dia e
 
transportam de cinco a dez mil quilos de carga", diz. A ideia da solução também é reduzir em até 50% a distância
 
percorrida para o carregamento das mercadorias e cortar em 70% o tempo de elevação das empilhadeiras.
 
Sérgio Ivancko, gerente de pesquisa e desenvolvimento da WestRock para o Brasil, lembra que as embalagens
 
também são peças importantes para a segurança do transporte de cargas.
 
A multinacional, do setor de papel e embalagens, com atuação em 30 países, lançou este ano um palete de
 
papelão ondulado que promete substituir os similares de madeira.
 
"O novo produto não possui farpas e pregos, o que proporciona segurança no manuseio, é mais leve e gera até 76%
 
menos resíduos do que as versões tradicionais, após o descarte", garante. A unidade de papelão pesa 3,9 quilos
 
ante 16 quilos de um palete comum, segundo Ivancko. "Além disso, traz benefícios para atividades de exportação,
 
por dispensar tratamentos fungicidas, necessários para os modelos de madeira."

http://www.valor.com.br/empresas/4150104/chip-controla-temperatura-da-carga-remotamente

Signa Consultoria e Sistemas

Avenida Paulista,352 cj. 85

1310

11 3016-9877

photo Signa - Consultoria e Sistemas de Gestão de Transporte (TMS)
Work:
Avenida Paulista,352 cj. 85
São Paulo,SP   1310
Work:11 3016-9877
Recepção Online
Pressione Enter para enviar a mensagem. finalizar